Ex-BBB precisa vender seus bens para conseguir superar a crise e faz desabafo

A pandemia do novo coronavírus agravou a crise econômica no Brasil e milhões de pessoas estão em dificuldade, inclusive algumas celebridades.

O ex BBB Vavá também foi atingido pela crise e tem passado momentos difíceis. Ele participou da 14ª edição, Vavá era proprietário de um buffet infantil.

Com a chegada do coronavírus no Brasil, o setor de eventos e festa foi atingido e deve ser o último a retornar por ser o setor que mais ocasiona aglomerações.

Vavá já vendeu carro e até equipamentos que tinha em seu bufê para poder se manter durante a quarentena e desabafou: “Isso tudo vai passar eu sei, uns vão conseguir retomar as atividades por terem algum tipo de reserva, mas fico triste e pensando na quantidade de empreendedores que fecharam as portas. Tivemos já 50 funcionários no bufê, mas eram todos prestadores de serviço. Contratados éramos em quatro”.

Ele continuou o desabafo: “ Eu atendia cinco festas por dia, mas como estamos há muito tempo fechados, me desfiz dos materiais e equipamentos de duas festas. Tivemos que reduzir todas as despesas. No primeiro mês, conseguimos fazer vendas com clientes e adiantamos dois cachês para os funcionários. No segundo e terceiro mês, ajudamos com cestas básicas. Neste quarto mês, estou sem condições alguma”.

O ex-BBB pegou o dinheiro dos equipamentos que vendeu e investiu em portais de higienização, uma ferramenta criada para este momento de pandemia e que tem feito suceso.

Vavá contou também como tem se readaptado à seu novo estilo de vida: “Estou com três contas de água atrasadas, três contas de luz atrasadas, tenho aluguel do galpão atrasado… Só não estou deixando atrasar a internet porque preciso dela para trabalhar e vender. Nunca mais comprei nada de roupa ou qualquer outra coisa. Nem pizza compro mais. Não estou saindo mais porque tive que vender meu carro. Então, completamente tudo mudou”.